Feeds:
Posts
Comentários

Músico, quanto vale o seu trabalho?

Recentemente uma situação pessoal me levou a refletir sobre a relação entre a atual qualidade do trabalho musical no Brasil e como os contratantes “a têm valorizado”.

O quanto estamos investindo nos nossos estudos diários? 1h…5h…10h…? Ou melhor, o quanto já investimos no nosso aprendizado se juntarmos todos os anos desde aquele dia em que nos encantamos com o som dos nossos instrumentos e a partir daí começamos a investir horas, dias, meses, anos, na árdua tarefa em aprendê-lo?

Investimos em cursos de verão, de inverno; dedicamos nossas férias ao aprendizado, nossos cachês à manutenção dos instrumentos, nossos salários à viagens e mais viagens afim de se aperfeiçoar, crescer, buscar o conhecimento… Somos estudantes dedicados, professores apaixonados… Mas, infelizmente, profissionais pouco valorizados.

Nas situações do dia a dia surgem oportunidades de fazermos um trabalho extra, então cobramos o mínimo porque amamos o que fazemos, e até tiramos do nosso bolso o restante do que precisar para se deslocar até o local, fazer um lanche entre uma apresentação e outra, etc… E o que recebemos em troca? Muitas vezes, a “sugestão” dos contratantes para que diminuamos o valor cobrado, afinal, “são só 2 horinhas e as músicas são muito fáceis”, então porque cobrar “tudo isso”? (Pasmem)!

Refletimos, ponderamos, e muitos de nós abaixam o preço, se rendem à intimidação.

Mas estamos fazendo isso certo? Será que por ser poucas horas e músicas “fáceis” devemos realmente baixar o valor? Será que não foram os muitos anos de estudo, trabalho duro que dedicamos, que tornaram essas músicas “fáceis” e por isso às executamos sem dificuldade aparente?

Querido músico, o valor do seu esforço nunca deve ser diminuído, sua dedicação e persistência deve ser aplaudida de pé, o dinheiro que seus pais investiram e até mesmo o seu, posteriormente, deve ser ovacionado, pois sua música é a sua arte, sua vida se tornou o seu trabalho, e seu instrumento, sim, seu instrumento, é o seu “ganha-pão”, sua fonte de renda!

Valorize-se!

Isabel Brasiliano
Licenciada em Música, Violista, Musicista, eterna aprendiz.

Meu Alvo!

Estou subindo pra um lugar mais alto
Eu já queimei as pontes com o passado
E em meus olhos vejo o futuro
Tudo novo se fez, tudo novo se faz
E dessa estrada eu não me desvio nunca mais
Estou firme, eu não me desvio nunca mais

Vou avançar, eu vou crescer
Ninguém vai me deter
Meu alvo é Cristo, meu alvo é Cristo

Estou subindo pra um lugar mais alto
Eu já desisti de andar sozinho
Cristo vive em mim
E os meus pés estão no caminho, estão no caminho
E dessa estrada eu não me desvio nunca mais…

VISÃO! Você tem???

Quanta coisa se pode fazer num dia? Compromissos, tarefas, decisões, prioridades… Quais seriam as corretas?

Escolha difícil essa, a não ser que se tenha em mente um objetivo! E como descobrir isso? A resposta está bem debaixo do seu nariz, ou melhor, ela está dentro de você mesmo! Deus já nos criou com um sonho, algo que nos move por dentro…

A vida se torna mais clara, e as manhãs tem mais brilho quando o sonho é cultivado no íntimo da mente e do coração. É preciso garra pra vencer os obstáculos que aparecem pelo caminho… Eles não são fáceis, sua tarefa é nos moldar, e quando os vencemos, crescemos um pouco mais.

Querem saber mais? Recomendo um ótimo livro p/quem quer saber mais sobre isso, é de Myles Munroe e se chama “Os Princípios e o Poder da Visão”. Vale a pena conferir!

Boa leitura!

Investindo no Futuro!

O quanto você consegue se mover em direção ao seu sonho?

Quando se deita a cabeça no travesseiro no fim do dia e pensa: Eu fiz tudo que pude, estou tranquilo, não a nada mais a fazer por hj! Pois é, nem sempre dormimos assim… Quantas horas perdidas, jogadas fora na frente do pc, brincando, perdendo tempo… Não é a toa que a Bíblia fala para “remir o tempo”. Precisamos dar importância ao que é prioridade na nossa vida, pois o tempo voa e quando menos esperamos a hora chega e a gente se arrepende de não ter tentado mais!!!

Que Deus e ajude a fazer meu tempo render em coisas boas!!! Minha juventude é muito preciosa, não desperdiçarei em coisa fúteis…